Voltei pra Trento

Destacado

Este ano no mês de fevereiro, voltei para Trento por quase 1 mês. Já fazia quase 2 anos que eu havia retornado ao Brasil e foi muito bom voltar a Itália e a Trento que continua linda, calma e fria também.

Este ano não nevou na cidade e a acolhida por lá foi muito boa. Visitei alguns conhecidos e voltei a lugares que costumava frequentar e o mais incrível as pessoas se lembraram de mim.

Piazza del Duommo

Piazza del Duommo

IMG_2866

Duommo

IMG_2961

Fontana del Netunno

IMG_6714

Ruas de Trento

IMG_6728

Ruas de Trento

IMG_6732

Ruas de Trento

IMG_6736

Ruas de Trento

IMG_6741

Ruas de Trento

IMG_6708

Via Sanseverino

IMG_6760

via Sanseverino

 

Fui com meu marido e ficamos hospedados num condomínio que ficou pronto recentemente próximo a cidade histórica. Quando saímos de lá, estava ainda em construção. Chama-se “Residenziale Le Albere”, que aloja escritórios, cafés, lojas e o novo “Il MuSe”, o museu de ciências naturais de Trento.

Residenziale Le Albere

Residenziale Le Albere

IMG_6705

Il MuSe

 

Resolvemos fazer lá nosso ponto de apoio durante o mês de férias na Itália e foi uma ótima decisão. Alugamos um carro e passeamos muito.

Anúncios

Vivere in Trento – Una bellissima città

Domingo, estaremos deixando Trento e voltando para o Brasil.  Trento está situada num maravilhoso vale circundado por montanhas rochosas na região do Trentino-Alto Adige.

Trento una piccola città italiana

Trento una piccola città italiana

 Estamos deixando para trás a pequena cidade de Trento, tranquila, bela, muito quente no seu breve verão e muito fria no seu longo inverno.Uma cidade que sabe respeitar os pedestres, as bicicletas, os animais e o meio ambiente com ações efetivas de reciclagem, economia de àgua e controle da poluição do ar, principalmente emitida pelos carros.Os pedestres sabem usar as faixas de travessia das ruas e os motoristas estão sempre atentos e param sempre que preciso para as pessoas atravessarem, assim como as bicicletas que além disso possuem faixas exclusivas e ciclovias bem posicionadas. Aliás além das ciclovias dentro da cidade, há também aquelas que circulam toda a região e se pode viajar de bicicleta de uma cidade a outra tranquilamente e com segurança.

fiume Adige

fiume Adige

nosso ap na Piazza Mosna

nosso ap na Piazza Mosna

Suas ruas estão sempre limpas, mesmo nos dias de neve e vento forte, quando as folhas enchem as calçadas e o asfalto, logo tudo está limpo novamente. Vemos sempre pessoas trabalhando ajeitando e limpando o pavimento, que aliás é muito lindo com suas pedrinhas formando mosaicos. As calçadas também são de pedrinhas e algumas com pedras retiradas das Dolomitas, onde se pode notar fósseis marinhos.

piso das ruas de Trento

piso das ruas de Trento

IMG_5132

pedras com fósseis marinhos nas calçadas de Trento

calçadas de Trento

calçadas de Trento

A segurança também é de dar inveja. Os policiais estão sempre circulando pelas ruas o que deixa todos mais seguros e tranquilos, e a noite se pode caminhar ou andar de bicicleta por suas “vias”e “vicolos” sem problemas.

fontana del Nettuno

De dia muitos turistas misturados aos trentinos, já habituados a presença dos “estrangeiros”. Isto porque além de ser uma cidade muito visitada por suas atrações históricas e suas belezas naturais, é também uma cidade universitária. Jovens de outras cidades italianas e de outros países vêm a Trento estudar e assim suas ruas ficam sempre movimentadas pela juventude e a noite os barzinhos ficam lotados, já que são o ponto de encontro da moçada.

Castello del Buonconsiglio

Castello del Buonconsiglio

Existem alguns cinemas, mas todos os filmes são dublados em italiano, e uma curiosidade interessante é que nas sessões se faz um intervalo na metade do filme, muito engraçado mas a gente se acostuma. Outra coisa que nos acostumamos é com seu horário comercial, das 8:30 as 12h e das 15 as 19h. É que por aqui o comércio fecha para a hora da “sesta” e as segundas-feiras pela manhã também.

IMG_2835

Cachoeira – margem do rio Adige

Na província do Trento as casas têm um uso misto, residencial-agrícola. Muitos vinhedos e oliveiras podem ser vistos por toda a região. Seus vinhos são muito bons e se pode beber um excelente vinho por um bom preço. Existem lugares para degustação desses vinhos em -“bichiere” – taça, onde se pode fazer um happy hour, muito gostoso. Existem também as enotecas com uma variedade incrível de vinhos, espumantes e grappas (cachaça de uva).Aprendemos muito sobre vinhos porque encontramos e ficamos amigos de um brasileiro que ficou por aqui por algum tempo estudando vinhedos e vinhos. Foi muito bom, pois além de fazermos um ótimo amigo, aprendemos e degustamos muitos bons vinhos. Saúde!

outono

outono

Quando chegamos aqui há quase um ano, não fazia ideia de quão rica era esta pequena cidade. Rica em tradições culturais, rica em belezas naturais e rica em valores tão atuais hoje, como: respeito ao meio ambiente e ao cidadão. Aqui tudo é motivo pra se festejar. Em sua praça principal “O Duomo”, sempre tem alguma coisa acontecendo. Festas tradicionais, feiras, desfiles, manifestações culturais, música, enfim sempre tem movimento.

inverno

inverno

Muito bom ter passado esse ano aqui em Trento, aprendendo um pouquinho da cultura italiana, passeando e conhecendo a região centro-norte da Itália. Paisagens deslumbrantes como o Lago di Garda, Riva del Garda, seus lindos Castelos,Bolzano, Monte Bondone, Folgaria, Selva di Val Gardena, Molveno, Fai della Paganella, Madonna di Campiglio, Solda, Val Senalles e tantos outros lugares por onde passeamos.

Trento vai deixar saudades!

Trento - vista da cidade

Trento – vista da cidade

Torres de Trento

Bom falei muito sobre Trento, uma “piccola città” localizada num lindo vale no Trentino-Alto Adige.

Trento, uma cidade medieval e por isso quando caminhamos por suas “vias” e “vicolos”, vemos construções belíssimas, fachadas de prédios, castelos, igrejas, torres; tudo muito bem conservado.

Quando chegamos aqui comprei um calendário de 2013 feito por uma artista daqui, Mirka Perseghetti,  com aquarelas das torres de Trento e fiquei encantada. Então resolvi fotografá-las procurando o mesmo ângulo que ela fez as pinturas e o resultado é este que vocês podem ver aqui no blog.

Se vocês quiserem conhecer o trabalho de Mirka podem acessar o site: http://www.akenaitaly.it

Espero que gostem. 

Via Belensani, il Duomo

Via Belensani, il Duomo di Mirka Perseguetti

foto

Via Belensani,
il Duomo

Via Rosmini, una Torre piccola piccola.

Via Rosmini, una Torre piccola piccola di Mirka Perseguetti

Via Rosmini, una Torre piccola piccola

Via Rosmini, una Torre piccola piccola

Via Mansoni, la Torre Verde

Via Mansoni, la Torre Verde di Mirka Perseguetti

Via Mansoni, la Torre Verde

Via Mansoni,
la Torre Verde

Torre Vanga da Piazza della Portella

Torre Vanga da Piazza della Portella di Mirka Perseguetti

Torre Vanga da Piazza della Portella

Torre Vanga da Piazza della Portella

Torre dell Aquila da Piazza Venezia

Torre dell Aquila da Piazza Venezia di Mirka Perseguetti

Torre dell Aquila da Piazza Venezia

Torre dell Aquila da Piazza Venezia

Castello del Buonconsiglio, la Torre di Augusto

Castello del Buonconsiglio, la Torre di Augusto di Mirka Perseguetti

Castello del Buonconsiglio, la Torre di Augusto


Castello del Buonconsiglio, la Torre di Augusto

Via Belenzani, casa Torre

Via Belenzani, casa Torre di Mirka Perseguetti

Via Belenzani, casa Torre

Via Belenzani,
casa Torre

Torre della Tromba in via Cavour

Torre della Tromba in via Cavour di Mirka Perseguetti

Torre della Tromba in via Cavour

Torre della Tromba in via Cavour

Piazza di Fiera il Torrione

Piazza di Fiera il Torrione di Mirka Perseguetti

Piazza di Fiera il Torrione

Piazza di Fiera,
il Torrione

L'angolo fra Piazza Duomo e Piazza Pani

L’angolo fra Piazza Duomo e Piazza Pani di Mirka Perseguetti

L'angolo fra Piazza Duomo e Piazza Pani


L’angolo fra Piazza Duomo e Piazza Pani

Piazza del Duomo con fontana del Nettuno

Piazza del Duomo con fontana del Nettuno di Mirka Perseguetti

Piazza del Duomo con fontana del Nettuno

Piazza del Duomo con fontana del Nettuno

Piazza S.Maria Maggiore, verso via Cavour

Piazza S.Maria Maggiore, verso via Cavour di Mirka Perseguetti

Piazza S.Maria Maggiore, verso via Cavour

Piazza S.Maria Maggiore, verso via Cavour

Roma

Imagem

Roma, capital da Itália fica na região de Lázio, conhecida internacionalmente como A Cidade Eterna por sua história milenar, espalha-se pelas margens do rio Tevere (Tibre) tendo em seu centro histórico as sete colinas: Palatino, Aventino, Capitólio, Quirinal, Viminal,Esquilino e Célio. Segundo o mito romano, a cidade foi fundada por volta do ano 753 a.C. por Romulo e Remo, dois irmãos criados por uma loba, que são atualmente simbolos da cidade.

No seu interior encontra-se a cidade do Vaticano, sendo por isso a única cidade do mundo a hospedar no seu interior um Estado estrangeiro.

Símbolo da civilização européia, conserva muitas ruínas e monumentos na parte antiga da cidade, especialmente da época do Império Romano, e do Renascimento, movimento cultural que nasceu na Itália.

Passeamos dois dias e meio em Roma e os romanos me pareceram bem simpáticos. Conseguimos visitar alguns dos mais famosos pontos turísticos, cujas fotos posto agora.

IMG_4865 IMG_4846 IMG_4845 IMG_4802 IMG_4782 IMG_4778 IMG_4754 IMG_4752 IMG_4747 IMG_4712 IMG_4636 IMG_4690 IMG_4662 IMG_4655 IMG_4635 IMG_4629 IMG_4612 Rio Tevere Pza Navona Pza Bocca della Trinitá Pietá Piazza S.Pietro Pantheon int. Pantheon Mon.Vitorio Emanuele II Metro

 

Um giro pela Grécia e Croácia – saindo de Veneza

Essa é uma viagem diferente, não fomos de trem nem de carro e muito menos de avião, fomos num navio saindo de Veneza, passando por Bari ainda na Itália, e depois Corfu, Mikonos e Atenas na Grécia e por fim Dubrovnik na Croácia.

A saída de Veneza foi maravilhosa, e se ela é linda vista de cima ou caminhando por suas ruas de labirintos, Veneza é ainda mais linda vista do mar.

Saindo de Veneza

Saimos de Veneza e navegamos a noite toda num mar calmo sem balançar quase nada, muito lindo e romântico. O navio tinha gente de várias nacionalidades e a tripulação tinha muitos brasileiros, pois em novembro esse navio vai para o Brasil fazer a temporada de cruzeiros por lá.

Além dos lugares lindos que visitamos, o navio também oferece muitas coisas pra se fazer e se divertir, muito bom mesmo, recomendo pra quem nunca fez uma viagem dessas que faça, pois é inesquecível. Tudo incluso, transporte, hotel, alimentação e shows, assim é um cruzeiro. E quando o navio para nos portos, vem mais diversão passeando em terra pelas cidades do roteiro. Show, vale a pena.

Bari – Italia

Nossa primeira parada ainda na Itália, situada no calcanhar da “bota”, é um porto onde os romanos usufruíam de fácil acesso a todo o este, a partir da costa do Mar Adriático. Os bizantinos usaram-no posteriormente para transportar escravos eslavos. Com a chegada dos normandos no princípio do século XI, veio a relíquia de São Nicolau, tornando Bari numa primeira escolha de peregrinação.

Atualmente Bari, capital da região da Puglia nos oferece pontos de visita como a Basilica de São Nicolau, o Castelo Swabian – construído por um rei normando, destruído por um rei siciliano e mais tarde reconstruído por um imperador sacro-romano – e ainda a cidade antiga, Barivecchia, uma cidade medieval e o bairro mais moderno de Murat.

Como chegamos num domingo a cidade estava bem vazia e o comércio quase todo fechado, então optamos por um passeio de bike pela cidade velha e por sua orla. Acho que foi uma ótima decisão, pois assim pudemos apreciar tudo em pouco tempo.


 

Corfu – Grécia

Foi ocupada por quase todos os principais poderes mediterrâneos na história. As invasões chegaram ao fim em 1864, quando a Grécia moderna finalmente obteve o controle da segunda maior ilha Jônica.  Reza a lenda que esse é o lugar aonde Poseidon levou a bela ninfa Korkya e onde os Argonautas encontraram abrigo enquanto procuravam o Velocino de Ouro. Aquela ilha sem nome da Odisséia de Homero e a de A Tempestade de Shakespeare, pois é, provavelmente tudo se passou aqui.

Essa foi a nossa entrada na Grécia, Corfu, uma cidade cheia de labirintos de ruas estreitas, casas ao estilo francês, igrejas bizantinas e muitas oliveiras.

O forte antigo, uma fortaleza veneziana situada na parte oeste da cidade, separada da mesma por um fosso artificial de defesa. Um lugar encantador com sua pequena baia com água azul esverdeada, circundada por colinas repletas de ciprestes.

Um lindo passeio sem dúvida e um idioma surpreendente: kalimera = bom dia, kalo apogema = boa tarde, kalli spera = tenha um bom dia, adio = até logo,  efcharisto = obrigada, parakalo = de nada, ochi = não e ne= sim.

Mikonos – Grécia

A expectativa era grande para a chegada em Mikonos. Chegamos a uma da tarde e do desembarque no porto fomos direto procurar uma moto para alugar, pois queríamos conhecê-la por inteiro.

Mikonos é uma das menores ilhas pertencentes as Cicladas. As praias são lindas e a cidade é um vilarejo de ruas sinuosas com uma atmosfera tradicional, lojas interessantes, restaurantes e vida noturna empolgante e sofisticada.

Segundo a mitologia grega, foi em Mikonos que Hercules matou os gigantes e que as enormes pedras espalhadas pela ilha são seus corpos. As pedras formam uma paisagem fascinante contrastando com as águas de um azul profundo do mar Egeu.

As casas caiadas, labirinto de lojas e moinhos de vento típicos destacando-se da terra marrom e do céu azul, formam o cenário perfeito para um cartão postal. Ao andar por suas ruas de labirintos com certeza você se perderá já que elas foram antigamente assim projetadas para confundir piratas saqueadores.

Alugamos um quadriciculo e andamos pela ilha toda, maravilhosa! Dia inesquecível que compartilhamos com amigos de viagem, muito bom!