Corfu – Grécia

Foi ocupada por quase todos os principais poderes mediterrâneos na história. As invasões chegaram ao fim em 1864, quando a Grécia moderna finalmente obteve o controle da segunda maior ilha Jônica.  Reza a lenda que esse é o lugar aonde Poseidon levou a bela ninfa Korkya e onde os Argonautas encontraram abrigo enquanto procuravam o Velocino de Ouro. Aquela ilha sem nome da Odisséia de Homero e a de A Tempestade de Shakespeare, pois é, provavelmente tudo se passou aqui.

Essa foi a nossa entrada na Grécia, Corfu, uma cidade cheia de labirintos de ruas estreitas, casas ao estilo francês, igrejas bizantinas e muitas oliveiras.

O forte antigo, uma fortaleza veneziana situada na parte oeste da cidade, separada da mesma por um fosso artificial de defesa. Um lugar encantador com sua pequena baia com água azul esverdeada, circundada por colinas repletas de ciprestes.

Um lindo passeio sem dúvida e um idioma surpreendente: kalimera = bom dia, kalo apogema = boa tarde, kalli spera = tenha um bom dia, adio = até logo,  efcharisto = obrigada, parakalo = de nada, ochi = não e ne= sim.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s